CATEQUESE LITURGICA
NOTICIAS E EVENTOS
APOSTILA/ARTIGO
CANTOS-MISSA
A PRÁTICA
BIBLIA E CATECISMO
DICAS/CURIOSIDADES
DINÂMICAS
DOCUMENTOS
FORMAÇÃO- PAROQUIA
LIVROS
LITURGIA E HOMÍLIA
PALESTRAS
PARÁBOLAS/ ESTÓRIAS
SORTEIOS
VÍDEOS CATEQUESE
VÍDEOS LITURGIA
VÍDEOS ENGRAÇADOS
NOSSO BATE PAPO
PARCEIROS
SITES LEGAIS
LIVRO DE VISITAS
MATERIAL ESPECIAL
Fale conosco

Entre semanalmente para ver novos textos ou adicione este link a seus favoritos para ler quando tiver tempo.
 
Se você tem parábolas e estórias interessantes envie para publicação
 

O MONGE E O ESCORPIÃO

Monge e discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio.

Foi então a margem tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

- Mestre, deve estar doendo muito! Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranqüilamente os comentários e respondeu:
- Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.

Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com que nos relacionamos. Não podemos e nem temos o direito de mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode. Devemos fazer a nossa parte com muito amor e respeito ao próximo. Cada qual conforme sua natureza, e não conforme a do outro.


  • A PARÁBOLA DO SEMEADOR
    Naquele tempo, juntara-se em torno de Jesus enorme multidão que viera das cidades vizinhas. E Jesus contou-lhes esta parábola: `O semeador saiu para semear as suas sementes. E, enquanto semeava, uma parte caiu ao longo do caminho e foi calcada pelos pés e comida pelas aves dos céus. Outra parte caiu entre as pedras e, quando germinou, secou por falta de umidade. Outra parte caiu entre os espinhos e estes a sufocaram. Outra parte, enfim, caiu em boa terra e, depois de crescer, produziu frutos em todas as unidades. Quem tem ouvido para ouvir, ouça!`.

  • EXPLICAÇÃO DA PARÁBOLA DO SEMEADOR
    Os discípulos perguntaram a Jesus o que significava esta parábola e ele disse: `Eis a explicação da parábola: a semente é a Palavra de Deus. A que caiu ao longo do caminho, são aqueles que a ouvem, mas depois vem o demônio e tira-lhes a palavra do coração para que não se salvem crendo. A que cai entre as pedras são os que ouvem a palavra e a recebem com gosto, mas como não têm raízes, crêem por certo tempo e depois voltam atrás com a tentação. A que caiu entre os espinhos são aqueles que ouviram a palavra, mas depois de sufocados pelas riquezas e prazeres deste mundo, não dão fruto. Enfim, a que cai em terra boa são aqueles que recebem a palavra com boas disposições e produzem fruto pela perseverança`.

  • A PARÁBOLA DO JOIO E DO TRIGO
    Jesus disse: `O reino dos céus é semelhante ao homem que semeou boa semente em seu campo. Enquanto os empregados dormiam, seu inimigo veio, semeou joio no meio do trigo e foi embora. Quando o trigo cresceu e espigou, apareceu também o joio. Então os empregados procuraram seu senhor e disseram-lhe: `Senhor, não semeaste boa semente no teu campo?` De onde veio o joio?`. Ele respondeu: `Foi algum inimigo meu`. Os criados perguntaram: `Quereis que nós o arranquemos?`. Ele respondeu-lhes: `Não pois se arrancardes o joio, arrancareis também o trigo. Deixai crescer tudo até a ceifa e então direi aos ceifadores: arrancai primeiro o joio, atai-o em feixes e queimem-no; colhei depois o trigo e guardai-o no celeiro``.

  • EXPLICAÇÃO DA PARÁBOLA DO JOIO E DO TRIGO

  • Os discípulos disseram-lhe: `Explicai-nos esta parábola`. Jesus respondeu: `O que semeia a boa semente é o Filho do Homem. O campo é o mundo. A boa semente são os filhos do reino. O joio são os filhos da iniqüidade. O inimigo que o semeou é o demônio. O tempo da ceifa é o fim do mundo. Os ceifadores são os anjos. Assim como o joio é arrancado e queimado no fogo, assim também será no fim do mundo. O Filho do Homem enviará os seus anjos a arrancar do seu reino todos os que praticam o mal, para os lançar na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o sol no reino de seu Pai`

    Fonte Biblia Catolica.com


    Todos os direitos reservados 2017


    PALESTRAS CATÓLICAS