CATEQUESE LITURGICA
NOTICIAS E EVENTOS
APOSTILA/ARTIGO
CANTOS-MISSA
A PRÁTICA
BIBLIA E CATECISMO
DICAS/CURIOSIDADES
DINÂMICAS
DOCUMENTOS
FORMAÇÃO- PAROQUIA
LIVROS
LITURGIA E HOMÍLIA
PALESTRAS
PARÁBOLAS/ ESTÓRIAS
SORTEIOS
VÍDEOS CATEQUESE
VÍDEOS LITURGIA
VÍDEOS ENGRAÇADOS
NOSSO BATE PAPO
PARCEIROS
SITES LEGAIS
LIVRO DE VISITAS
MATERIAL ESPECIAL
Fale conosco


Papa: trabalhar na lógica da gratuidade e serviço

Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco recebeu em audiência, na Sala do Consistório, nesta segunda-feira (25/09), no Vaticano, cinquenta benfeitores da Fundação da Guarda Suíça Pontifícia. 

O encontro com o Pontífice realizou-se por ocasião da inauguração oficial da nova sede operacional da Guarda Suíça Pontifícia à qual contribuíram generosamente os membros da fundação que  oferecem apoio econômico, material e técnico à Guarda Suíça.

“Agradeço-lhes por esta visita que se realiza no dia em que vocês celebram o seu Padroeiro São Nicolau de Flüe, no sexto centenário de nascimento. Ao mesmo tempo, agradeço-lhes também pela atenção dada ao benemérito Corpo da Guarda Suíça e pela colaboração profícua instaurada com o Comando e as competentes autoridades vaticanas”, frisou o Papa.

“Ao desempenhar suas atividades, vocês manifestam o espírito comunitário e solidário, típico da presença dos católicos na sociedade. Esse comportamento afunda suas raízes no chamado evangélico do amor ao próximo e ajuda a superar as diferenças e as tensões sociais entre os vários grupos. Através dessa obra, vocês testemunham concretamente os ideais do Evangelho e são exemplo de fraternidade e partilha no tecido social suíço.”

O Papa disse ainda aos benfeitores da Fundação da Guarda Suíça Pontifícia que “o amor ao próximo corresponde ao mandato e ao exemplo de Cristo se estiver arraigado no verdadeiro amor a Deus. É possível para o cristão, através de sua dedicação, fazer os outros experimentar a ternura providente do Pai celestial. Para doar amor aos irmãos, é necessário retirá-lo da fornalha da caridade divina, através da oração, da escuta da Palavra de Deus e do nutrimento da santa Eucaristia. Com essas referências espirituais é possível trabalhar na lógica da gratuidade e do serviço.”

Francisco agradeceu a fundação por tudo o que faz pelos jovens suíços que dedicam alguns anos de suas vidas a serviço da Igreja e da Santa Sé. O Pontífice reiterou que a presença discreta, profissional e generosa dos benfeitores é preciosa e útil para o bom seguimento das atividades do Vaticano.

O Papa pediu à Virgem Maria e a São Nicolau de Flüe para protegerem todos os membros da fundação e suas famílias, e que os torne cada vez mais testemunhas da fé e da bondade. 

(MJ)

(from Vatican Radio)


Todos os direitos reservados 2017


PALESTRAS CATÓLICAS